Malu: Transando no Frio da Madrugada

Categoria: 

Transando no Frio da Madrugada

Com a chegada desse inverno me relembrei de um episódio da minha primeira transa com um P.A, antigo.

Era Festa de julho só não me lembro do Santo, mas sei que estava muito frio e pra eu sair eu tive que escolher uma meia calça preta e minissaia numa minúscula calcinha e bota, estava usando uma blusinha de gola alta de manga comprida e uma jaqueta por cima.

Tudo combinava e me sentia muito bem com meu corpo e sabia que chamaria a atenção dos Homens e mesmo com o frio que fazia tinha certeza que ia me dar bem na noite.

Saí de casa e encontrei com o pessoal já na Festa em uma mesa com bebidas e próximo do palco onde bandas se revezavam pra animar o Povo e tinha muita gente de fora das cidades vizinhas e estava bombando.

Sentado à mesa havia um conhecido e do seu lado uma cadeira vazia e ali mesmo me sentei e como estava muito frio e ventava muito ele se aproveitou e colocou seu cachecol sobre meu ombro e me abraçou e eu sem maldade nenhuma cheguei mais perto dele pra me esquentar e assim ficamos boa parte da Festa.

As horas iam passando e nós tomando vinho quente quentão e as vezes uma cerveja e bebia junto com ele e sempre abraçados sem desgrudar da mesa.

A Festa acontecendo até que foi diminuindo a quantidade de pessoas e o pessoal começou a fechar as barracas e nossos amigos foram indo embora 1 após outro e nós queríamos tomar mais alguma coisa, mas na cidade não tinha mais nada aberto exatamente devido a Festa.

Nisso meu P.A, me convidou a ir num posto de gasolina que talvez a lanchonete deles estariam abertos mas ele sabia que era quase impossível deles ainda estarem abertos mas mesmo assim fui com ele pois sabia que talvez rolaria alguma coisa entre a gente só estava esperando ele ser mais direto, em alguns momentos da Festa ele me abraçava por trás e discretamente passava a mão na minha bunda ou me abraçava forte dando pra sentir um pouco seu pau mas era uma coisa muito sutil.

Peguei meu carro e fomos pra lanchonete e só confirmamos o que já era certo, a lanchonete estava fechada.

Nisso ele me chamou pra ir até a casa dele que era próximo dali com o pretexto de pegar uma blusa e eu aceitei.

Durante o percurso ele foi se insinuando pra mim de uma forma mais leve e calma, mas com objetivo, que eu era uma mulher sexy,que poderia ser bom pra nós dois,que eu tinha as pernas lindas, que meu perfume era gostoso e combinava comigo e falou até da minha calcinha que era minúscula mas mesmo assim ela marcava minha saia dando um tesão só de pensar.

Confesso que fiquei com tesão e chegando na casa dele era uma casa simples e tinha um enorme muro na frente e ao entrar uma pequena varanda pra chegar na casa e ali eu fiquei esperando ele.

Assim ele entrou rapidamente dentro da casa, mas quando ele saiu ao invés da blusa ele veio com um cobertor embrulhado no corpo e chegou perto de mim e me cobriu junto dele.

Percebi que ele estava excitado devido ao volume na sua calça e isso me deixou em alerta e ele me empurrou até o murinho da varanda e me beijou ardentemente e eu retribui e o meu tesão aumentou no mesmo momento. Ali começou tudo...

Ele percebeu meu entusiasmo e perdeu o medo e foi logo me beijando e subindo minha minissaia até a cintura e por de baixo da minha blusinha retirou meu sutiã e acariciava meus seios com vontade.

Dava pra perceber que seu pau estava muito duro e eu o acariciava mesmo por cima da calça. Ele sentou no murinho da escada e me colocou no meio das suas pernas e passava a mão na minha bocetinha ainda com a calcinha e a meia calça e ele queria me tocar.

Forçando e fazendo o movimento de vai e vem percebi minha meia calça tinha desfiado toda e falei pra ele e na mesma hora ele colocou a mão pra confirmar e aproveitou e abriu um buraco enorme e começou a me tocar ainda assim sobre a calcinha me deixando mais loca ainda e com o tesão nas alturas.

Eu ainda não tinha visto seu pau e minha curiosidade só aumentava junto com meu tesão e assim eu abri sua calça e coloquei seu pau pra fora e como já previa ele era grande próximo de uns 20 cm e não muito grosso mas era grande e eu estava loca pra ter ele dentro de mim.

Gostei muito de ver toda aquela ereção, pois todo aquele tesão era pra mim e por mim e sabia que tinha um grande potencial de ser uma transa boa e nós dois estávamos com muito tesão.

Eu me afastei dele fui abaixando a meia e a calcinha até o meu joelho e na subida comecei a acariciar o pau duríssimo dele.

Fazia que ia chupar e continuava acariciando com as mãos até que ele pegou no meu rosto carinhosamente e foi posicionado minha boca até seu pau.

Ele estava na minha frente e seu pau duríssimo apontava pra cima e a cabeça toda melada de tesão, acariciei e com minha boca envolvi ela e comecei a chupar devagar e pude sentir latejar as veias do seu pau e isso me levou a ter vontade de chupar com força e assim comecei a chupar mais forte e tentei coloca-lo todo dentro da minha boca,mas não consegui apenas um pouco mais da metade e apesar de seu pau ser grande não atrapalhava e sua grossura era confortável preenchendo bem gostoso minha boca deixando espaço pra minha língua percorrer todo seu pau.

Com uma mão eu segurava firme na base do seu pau e com a boca descia chupando até minha mão fazendo um vai e vem gostoso e ele quase gozou e eu parei e logo em seguida comecei de novo deixando ele louco de tesão.

Percebi que ele estava gostando então recomecei tudo de novo foi quando ele me segurou pelo cabelo e forçou seu pau pra entrar tudo na minha boca e pude sentir sua cabeça tampando minha garganta dando um pouco de ânsia, mas ele não parou e assim colocando e tirando freneticamente e literalmente comendo minha boca senti que seu pau ficou mais duro e gostoso e nesse ritmo ele começou a gozar primeiro veio um jato de porra forte e em seguida mais 1 enchendo toda minha boca e depois outro jarro maior e mais denso e quente e não consegui segurar dentro da minha boca e soltei um pouco aquela porra toda e comecei a passar a língua em todo seu pau deixando ele gozar gostoso e segurando meu cabelo ele se contorcia levando minha cabeça junto e gemia muito e as vezes me chamava de gostosa e me dava muito tesão ver ele gozando.

Quando ele terminou eu suguei toda sua porra deixando seu pau limpinho e ele me olhava sorrindo e dizia que eu era muito foda chupando mais ainda queria me comer gostoso e era isso que eu também queria, pois estava louca de vontade de sentir seu pau na minha bocetinha.

Entramos na casa e fui ao banheiro lavar meu rosto, pois estava todo sujo de porra e ao sair ele estava na varanda embrulhado na coberta e fui até ele.

Ele me cobriu e ficou atrás de mim e começamos a conversar e ele elogiava o meu corpo e minha performance com a boca e eu falei do tamanho do seu pau e que era muito gostoso e grande e queria ele logo dentro de mim.

Nisso ele levantou minha minissaia e abaixou minha meia calça e calcinha até o meu joelho e começou a me tocar fazendo movimentos circulares na minha bocetinha e as vezes enfiava o dedo todinho dentro e como não sou de ferro acabei gozando no seu dedo dentro da minha boceta.

Eu estava Super excitada e na verdade tentei varias vezes fazer com que ele parasse de me tocar e me comer logo, cheguei até a implorar pra ele me comer, mas ele não atendia e continuou até eu gozar. Falava pra ele que queria o pau dele dentro de mim e elogiei muito o tamanho dele deixando seu ego nas alturas.

Ele me colocou de costas pra ele e passou a mão na minha bunda apertando com força e foi me inclinando quase de 4 e senti que a cabeça do seu pau estava pra entrar na minha bocetinha já toda molhada e ele pra me judiar só colocou a cabeça do seu enorme pau e ficou brincando com ele fazendo leves movimentos e insinuando que ia colocar ele todo e eu já estava quase gozando eu empinei mais a bunda e dei uma reboladinha indicando que era pra ele colocar tudo e percebendo isso colocou a cabeça e foi abrindo caminho e seu pau era mais grosso do que eu pensava e preenchia toda minha boceta e entrou até o fundo e pude sentir seu pau todo e era muito gostoso e teve um leve incomodo me fazendo gemer mais alto mas era de prazer não de dor e ele preocupado achando que tinha me machucado tirou o pau levemente e me perguntou se estava tudo bem e se podia continuar .

Eu como uma louca e cheio de tesão queria mais e mais e só empinei a bunda pra ele e falei pra colocar tudo de novo até o fundo e que continuasse me penetrando por completo e seu pau deslizou fácil até o fundo me deixando extasiada com seus movimentos fortes e assim não consegui mais controlar meu tesão e sentindo minhas pernas tremulas e meus sentidos sumiram fazendo só pensar naquele enorme pau dentro de mim eu gozei deliciosamente tendo um orgasmo e deixando meu corpo desfalecer sobre seu pau duro.

Ele percebeu que eu tinha gozado muito e quis aproveitar da situação e meter mais fundo seu pau pois acho que pra ele era questão de honra colocar tudo sem dó e me debruçou na muretinha da escada me colocando praticamente de 4, mas minhas pernas não abriam muito devido a minha meia calça e a calcinha estarem nos joelhos e ele queria me comer com força e assim ele começou mas logo parou e se levantou e foi me levando pra dentro da casa me colocando sentada no sofá.

Nisso ele retirou minhas botas com calma e depois a meia calça e a calcinha e me beijou da cintura até minha boca deixando somente com a blusinha mas com os peitos pra fora e me virou de costas me colocando de 4 pra ele do jeito que ele queria e dessa vez sem brincadeira enfiou seu pau com tudo me levando a loucura pois pude sentir todo aquele pau preenchendo minha boceta e seus movimentos rápidos e precisos me fizeram gemer muito de prazer e rapidamente ele parou e me deitou no sofá veio por cima de mim mordendo e chupando meus seios e penetrando fundo e forte parecendo que estava com raiva e eu com as pernas bem abertas e levando todo aquele pau dentro de mim pude gozar novamente.

Ele percebeu que tinha gozado e diminuiu o ritmo foi quando eu aproveitei e pedi para mudarmos de posição e pedi pra ele se sentar no sofá e ele ainda com seu pau apontado pra cima eu posicionei na minha boceta e comecei um sobe e desce gostoso em cima do seu pau e ele chupava forte e mordia meus seios e isso quase me acabou, pois sem perceber estava gozando de novo no seu pau.

Ele sorriu e me tirou de cima do seu pau e disse que era a vez dele gozar e me colocou de 4 no sofá abrindo bem minhas pernas e apertando forte meus peitos colocou seu pau com tudo até o fundo e metia com força e rápido e até que não aguentou mais e gemendo gozou gostoso no fundo da minha bocetinha e eu sentindo todo seu entusiasmo por mim e sentindo sua porra quente invadindo minha boceta aproveitei o momento e gozei novamente indo a exaustão.

Ele ficou alguns segundos ainda com seu pau dentro da boceta até que se levantou e me beijou satisfeito com um sorriso enorme no rosto e eu peguei minha roupa e fui ao banheiro me lavar e me arrumar e em seguida ele também foi.

Ficamos ali conversando um pouco até que resolvi ir embora, ao sair ele me acompanhou até meu carro, pois já estava de madrugada e muito frio e tinha parado o vento e a serração cobria a cidade e assim segui pra minha casa bem de vagar.

Fui pra minha casa refazendo tudo que tinha acontecido e ao chegar fui ao banheiro, pois ainda sentia sua porra dento de mim e ao me lavar me deu um tesão e fui rapidamente pro quarto e na minha cama com as pernas abertas e pensando naquele pau que tinha acabado de me comer eu me toquei chegando a um orgasmo rapidinho e só assim consegui dormir tranquilamente naquela noite de muito frio.

Depois desse dia ficamos grandes amigos de transa e sempre que podíamos ele me saciava com seu pau delicioso me levando a loucuras insanas.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201805242

Comentar